Coluna Primeira Mão - Política e Economia

Disputa de cadeira no TCE de SE poderá terminar no STF


Em fevereiro próximo, a disputa pela cadeira deixada em janeiro de 2012 pela conselheira Isabel Nabuco completa dois anos. Tudo começou quando Isabel se aposentou e a Assembleia se reuniu para encaminhar a substituição. Sem pressa, o parlamento abriu o processo de inscrição de fevereiro até setembro de 2012. Depois adiou a disputa por que estava muito em cima da eleição para prefeito e só depois do pleito foi definida a escolha, que foi questionada pelo secretário de Estado da Educação, Belivaldo Chagas, em juízo. Desde que saiu o resultado e a deputada estadual Susana Azevedo saiu-se vitoriosa, a questão está subjúdice. Na semana retrasada, o Tribunal de Justiça de Sergipe deu ganho de causa para a parlamentar, mas Chagas recorreu pedindo, inicialmente, liminar suspendendo ato de posse e encaminhou ação ordinária ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) solicitando a anulação da eleição, por irregularidades no processo. “Tudo, agora, depende da Justiça. Eu não tenho pressa e posso até recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF). Antes quem não tinha pressa era o grupo da deputada Susana e agora sou eu”, comentou Belivaldo Chagas.
 

Italiana Pirelli poderá implantar fábrica em Sergipe
 

O Diretor de Relações Institucionais  da Pirelli para a  América do Sul, Mário Batista, enviou carta ao secretário de Estado do Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia, Saumíneo Nascimento,  agradecendo convite para conhecer Sergipe como opção de investimento. Ele informa na correspondência que virá a Sergipe para discutir a implantação de uma fábrica da empresa no Estado.  Conforme o Wikipédia “a Pirelli  é uma empresa italiana fundada em Milão em 1872 pelo engenheiro Giovanni Battista Pirelli. O seu atual presidente é empresário Marco Tronchetti Provera, genro do neto do fundador, Leopoldo Pirelli. É um dos principais grupos econômicos italianos, ativo nos setores de beneficiamento da borracha (pneumáticos, roupas), imobiliário (com a Pirelli Real Estate) e, desde 2001, da telefonia fixa e móvel, depois da compra da Telecom Italia (TIM)”.



Caos na Previdência será o problema mais grave de SE em 2014, diz Zezinho Sobral


O secretário de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão, Zezinho Sobral, garante que “o maior desafio do governo para 2014 será a Previdência. Com um déficit previsto de R$ 750 milhões, irá drenar recursos importantíssimos para minimizar aqueles da educação, saúde e segurança. O problema da Previdência não pode ser resolvido com a atual gestão. Ele foi criado no passado por um tratamento desastroso dado à Previdência dos servidores públicos estaduais”.


Indicação do vice - PSB está se guardando prá quando o carnaval passar


Depois do Carnaval 2014, o PSB promoverá reunião e definirá entre o deputado federal Antônio Carlos Valadares Filho, o secretário Belivaldo Chagas, da Educação, e Luciano Pimentel aquele que será o candidato a vice-governador na chapa que será encabeçada pelo atual governador Jackson Barreto. Não há clima de disputa entre eles e tudo se resolverá pacificamente, conforme Valadares Filho, que é o mais cotado até agora.


Desconheço aproximação entre João e Jackson, diz Machado


Estou completando 65 anos no dia 17 de janeiro e, portanto, já não ser candidato ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe. Alguém inventou essa besteira de que estaria sendo negociada a minha ida para o TCE e em troca João daria apoio à candidatura do governador Jackson Barreto à reeleição”. O comentário é do vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado (PSDB), que participou do encontro de sexta-feira entre o governador e o prefeito João Alves Filho (DEM) e garante que “não se falou em política. O encontro tratou apenas dos projetos, de questões administrativas. E só.”.


UFS é um canteiro de obras


2014 foi marcado na UFS pela entrega de uma série de obras. O reitor da UFS, professor Angelo Roberto Antoniolli, destaca que “no Campus de Lagarto foi entregue a Biblioteca Central e serão entregues em 2014 os prédios administrativos e de vivência universitária e as obras de urbanização do Campus . Para o Campus Alberto Carvalho, em Itabaiana, serão iniciadas três importantes obras incluindo reforma elétrica e adequação infraestrutura física do Campus e construção da Didática III. No caso do Campus José Aloísio de Campos em São Cristóvão, que concentra maior número de alunos e cursos, foram concluídas e entregues as obras dos Departamentos de Matemática, Medicina Veterinária e as reformas estruturais na Biblioteca Central e no Restaurante Universitário. A obra de adequação e climatização de mais de sessenta salas de aula das Didáticas. Em 2014, mais de uma dezena de obras estão previstas para serem entregues. São obras estruturantes como passarelas e acessibilidade, unidades departamentais e hospital veterinário para animais de pequeno porte. Será entregue a comunidade acadêmica a primeira Didática com seis pavimentos e com renovação de ar, atendendo elevados padrões de exigência de normas técnicas”.


Desafio é consolidar crescimento da UFS

 

 


Para o reitor, “a UFS vai continuar crescendo em 2014 em todos os campi, mas nosso maior desafio é consolidar o processo de expansão e interiorização da UFS. Vamos crescer com responsabilidade e buscando atender as demandas históricas das regiões e da população sergipana. A UFS é a única Universidade Pública do Estado de Sergipe e cabe a ela a responsabilidade por dispor a todos os gestores públicos e privados e à sociedade sergipana as ferramentas em prol do desenvolvimento, científico econômico, cultural e artístico do nosso Estado”.

 

 


Números comprovam o crescimento da Universidade


Antoniolli comenta ainda: “Nos últimos balanços que fizemos, em segmentos variados, detectamos que a UFS cresceu mais de 300% nos últimos sete anos. Há sete anos, a UFS se resumia ao Campus sede, localizado no bairro Rosa Elze, município de São Cristóvão, a quarta cidade mais antiga do Brasil. De lá para cá, a instituição de ensino conquistou os campi de Laranjeiras, onde atua com cursos de Arquitetura, Arqueologia, Museologia, Teatro e Música, o de Itabaiana, com cursos de licenciatura em diversas áreas e agora está em fase de implantação o de Lagarto, que atuará especificamente na área de Saúde, com cursos de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia... A UFS, há 10 anos, tinha menos de 10 mil alunos e hoje conta com 32 mil, tinha 500 professores e hoje eles são 1.400, tinha 8 mestrados e hoje já são 40 e 1 doutorado e hoje eles somam 14. Há ainda cursos superiores de educação à distância semi-presencial nos municípios de Areia Branca, Brejo Grande, Estância, Japaratuba, Lagarto, Laranjeiras, Nossa Senhora da Glória, Poço Verde, Porto da Folha, Propriá, São Domingos e São Cristóvão. Em 2006, a UFS oferecia 54 opções de cursos de graduação e hoje são colocadas à disposição dos estudantes 106 opções. O crescimento também pode ser observado na procura do seu processo de seleção. Em 2006, o número de inscritos no seu concurso vestibular foi de 22.194, disputando 2.515 vagas. Já em 2013, o número subiu para 59.384 estudantes disputaram as 5.500 vagas”.

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos